sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Virtual ou Real?

Após um longo e tenebroso inverno consegui escrever.

Como que por encanto a inspiração que me faltava veio até mim e sussurrou-me cada palavra desse conto.

Espero que tenham uma ótima diversão.

<><><><>

Conheci L. casualmente pela Internet. Estava numa dessas salas de chat e ele se apresentou e começamos a conversar. Uma ótima conversa, culto, inteligente, espirituoso... Foi inevitável trocarmos MSN para não perdermos contato. E então começamos a trocar mensagens. No início meio de brincadeira. Sempre conversávamos sobre banalidades, trabalho, família, essas coisas. Mas com o passar do tempo, eu esperava ansiosa o seu nick ficar online. E essas conversas foram ficando mais íntimas, mais picantes e consequentemente, despertando a curiosidade sobre cada um de nós.


Embora não nos conhecêssemos pessoalmente, sabíamos como eram os gostos um do outro. E esse homem tão desconhecido, mas ao mesmo tempo tão familiar foi me seduzindo. E o fez de tal maneira que eu só pensava em senti-lo e realizar as diversas loucuras que conversávamos. Naturalmente, combinamos de nos encontrar.

Marcamos o encontro em uma praça de alimentação de um shopping.

No dia, fiquei um pouco ansiosa, temendo não corresponder ao que ele esperava de mim e vice e versa, pois, afinal de contas, era um tiro no escuro. Mas, me preparei como uma rainha... Maquiagem impecável, lingerie super sexy de renda, vestidinho que sabia que o deixaria louco. Me depilei toda e deixei minha xoxota lisinha, pois sabia que ele gostava assim.

Então, na hora combinada, lá estava eu, usando meu vestidinho preto e branco, decotado, que deixava meu colo bem a mostra. Logo eu o vi caminhando em minha direção. Quando ele me viu, abriu aquele belo sorriso que eu conhecia pela câmera do computador. Ele era um belo moreno, cabelo raspado, um cavanhaque que o deixava com a cara do mais safados dos seres.

Após as apresentações, L. me convidou para tomar um chopinho enquanto conversávamos. Não demorou para que acontecesse o primeiro beijo, que já me deixou excitada diante da expectativa. Fiquei molhada ao sentir aqueles lábios carnudos roçando nos meus... sua língua invadindo minha boca... Ele mordiscava meus lábios e acariciava meus cabelos me deixando alucinada. Tive que me segurar para não arrancar a roupa dele ali mesmo.

Resolvemos ir a um motel e quando chegamos L. voltou a me beijar, apertando seu corpo contra o meu de tal maneira que eu pude sentir seu pau duro, preso dentro da calça, roçando em mim gostosamente. Minha calcinha era uma piscininha... E essa esfregação em nada aliviava o meu tesão.



Ele me virou de costas e abriu devagar o zíper do meu vestido, enquanto beijava minha nuca, me deixando arrepiada. Ao tocar minha bocetinha molhadinha por cima da calcinha ele sussurrou no meu ouvido: "Hummmmmm que delicia minha putinha. Você sabia que eu sou tarado? E hoje sua bucetinha está do jeito que eu gosto. Vou me deliciar nela hoje!!"

Nossa!!! A voz safada dele falando assim no meu ouvido me derreteu. Acabou com cada resquício de pudor que eu pudesse ter. Resolvi ali me entregar totalmente para L.


Ele lambuzou seu dedo no meu mel e em seguida chupou como se experimentasse um manjar dos deuses. Eu gemi ao ver a cena e a satisfação no seu olhar e fiz o mesmo... senti como eu estava molhada e chupei meu dedo como quem diz... quero seu pau assim aqui... Nos beijamos mais uma vez e pude sentir meu gosto na sua boca... Realmente estávamos fazendo as loucuras descritas no MSN.

Com a coragem recém adquirida, pedi que ele tirasse sua roupa lentamente, enquanto eu o admirava. Quando estava somente de cueca, me ajoelhei para tirá-la e soltar seu cacete, que apontou para o meu rosto, como uma arma. "Que delicia, pensei...".

Nos beijamos novamente, cheios de desejo. Peguei minha bolsa e tirei de dentro um lenço e falei que queria vendar seus olhos. L. se mostrou desconfiado, mas eu lhe disse que ficasse tranqüilo, que não faria nada que não fosse gostar. Ele então se deitou e eu o vendei. Peguei algumas coisas que havia trazido e fui para a cama. Sem que ele soubesse o que era, esfreguei suavemente um morango em sua boca e mandei que mordesse. Sabia que ele gostava de morangos. Passei chantily em seus lábios e lambi, enfiando a língua em sua boca. Passei mais chantily no seu corpo e fui lambendo cada centímetro da sua pele cheirosa. Chupei seus mamilos, desci a boca pelo seu abdomem, brinquei no seu umbigo, lambi o saco e finalmente cheguei ao caralho que esperava ansioso a sua vez. Mamei gostoso, fazendo L. gemer muito. Lambi todinho o corpo daquele cacete pulsante... chupei demoradamente a cabeça que já babava de tanto tesão... Me perdi completamente naquele cacete delicioso e com isso L. gemia deliciosamente, me chamando de sua puta... sua potranca... sua vadia... e a cada palavra xula que ele dizia, minha buceta ficava mais molhada. Nem eu conhecia esse meu lado devasso e estava sendo realmente sua puta e estava adorando a idéia. Naquele momento eu só queria satisfazer o desejo que me dominava completamente.

Já louco de tesão, ele arrancou a venda, me deitou na cama tirou a calcinha que eu ainda vestia e caiu de boca na minha xoxota úmida....digo.. ensopada... Chupou com vontade, e enfiou a língua quente na minha grutinha, que pulsava de desejo. Mordiscava meu grelo com maestria... seu dedo me invadia... sua lingua me invadia... Eu só conseguia rebolar e gritar de tesão... sem pudor...

- Ai.. isso... me fode meu macho... fode sua putinha... isso... ai... hummmm.... isso... vai... hummm.... ai... me fode com essa boca gostosa... hummmm....


Pedi que ele enfiasse a pica em mim então ele se jogou sobre mim. Senti cada centímetro do seu pau sendo enterrado em mim. Percebi que ele era muito mais tesudo do que eu imaginava. Nossos corpos estavam unidos como se fossem um só, melados de doce e suor. Eu rebolava sem domínio dos meus movimentos, mas L. me acompanhava e nossa dança era sincronizada... sentia seu pau me fodendo fundo ao mesmo tempo que sentia sua língua invadindo minha boca e me tirando o fôlego...

Seus movimentos me causavam ondas de prazer que começavam na nuca e terminavam na base da espinha... E não resisti muito mais teme e num grito de prazer gozei intensamente com ele dentro de mim... Um grito abafado por sua língua na minha boca... seu beijo delicioso que eu aprendi a gostar e que me fazia me entregar toda.

Depois L. me fez ficar de quatro e enfiou novamente o caralho até o fundo. Podia sentir o seu saco batendo no meu grelo. Mais uma vez, meu instinto me fazia rebolar desvairadamente com aquele mastro cravado em mim. Minhas pernas trêmulas não o inibiam nem o impediam de me foder com o ímpeto de um cavalo no cio... Eu estava adorando essa virilidade toda.

Ele então tirou a pica da vagina e enfiou no meu cuzinho, carinhosamente me segurando pelos quadris, enquanto eu me masturbava. E quanto mais ele metia, mas eu gritava para ele me foder. Só queria me acabar em gozo junto com meu macho gostoso. Rebolei muito naquele cacete delicioso, até que ele anunciou seu gozo.... Apertando meu corpo contra o dele e jogando seu peso em minhas costas, me encheu de leite. Morno, viscoso, uma delicia. Sentia os jatos de porra como tiros no meu reto e gozei em seguida, mais uma vez um gozo intenso que fez com que meu corpo caísse na cama sem forças para me sustentar naquela posição. Ficamos ali, com seu pau ainda duro dentro de mim. Sentir o corpo dele sobre o meu, seu pau pulsando no meu cuzinho me dava uma sensação deliciosa de realização e poder... Foi libertador, me sentia a mulher mais deliciosa do mundo. L. me beijava a nuca, as costas e me acarinhava, sussurrando agora palavras doces no meu ouvido.

Decidimos tomar um banho para relaxar....e lá naquele box apertado... bem.. aí já é outra história....



Autor: Sir Lancelot

6 comentários:

DocePecado disse...

simplesmente , delicioso Sir .....

beijoo

Nany C. disse...

é... suei frio mesmo...nossa...(rs)

muito bom de ler e imaginar...
ótimo fim de semana Sir!
Um abraço!!
Beijos no coração!

Mitti disse...

passei mal =)

Luxuria disse...

Sir, que regresso... só no real pode ser tão excitante.



Beijo de luxuria

Layla e Eric disse...

Obrigado pela visita.
Nos vemos por aí
Eric & Layla

Nany C. disse...

Oi Sir!

Tem um selo que ofereço aos amigos lá
no meu cantinho Carinhos,Selos e Memes... Vá lá! É um carinho presenteá-lo a você!

Beijos no coração!